quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

MANUAL DE FUNCIONAMENTO E CONDUTA DO CENTRO DE ENSINO FUNDAMENTAL 07 DE BRASÍLIA


MANUAL DE  FUNCIONAMENTO E CONDUTA DO CENTRO DE ENSINO FUNDAMENTAL 07 DE BRASÍLIA 

 

 

Sentimo-nos sinceramente honrados em assumir a parceria na educação de seu/sua filho(a). Acreditamos que a educação é construída com a participação da família, da escola e da sociedade.

 

EQUIPE GESTORA

 

·        Diretor: Julio Louredo;

·        Vice-Diretor: Sebastião Brabo;

·        Supervisor Pedagógico: Eric Corrêa;

·        Chefe de Secretaria: Juliana Raquel.

 

HORÁRIO DAS AULAS

 

Matutino: 7h30 às 12h30

Vespertino: 13h15 às 18h15

 

FUNCIONAMENTO DA SECRETARIA

 

Matutino:  8h30 às 11h30

Vespertino: 13h30 às 16h30

 

Os horários da secretaria valem para todos os dias da semana, exceto na  Quarta-feira, dia em que o setor estará fechado para expediente interno.

RESPEITAR AS REGRAS DA ESCOLA

 

As regras estabelecidas neste documento visam assegurar um ambiente de respeito mú­tuo nas relações com os colegas, professores e demais servidores, assegurando organização, ordem, segurança e limites, pré-requisitos básicos para o processo de ensino-aprendizagem e para a convivência em sociedade. Portanto, é dever do aluno, juntamente com o responsável, conhecê-las e respeitá-las.

RESPEITO PELAS DIFERENÇAS

 

O CEF 07 de Brasília alicerça sua Missão na valorização e no respeito à diversi­dade, abrigando as diferenças e não admitindo qualquer prática discrimi­natória.

CHEGAR À ESCOLA PONTUALMENTE

 

O aluno deve obedecer aos horários definidos pela escola, zelando pela pontualidade na chegada para o início do dia letivo. Em caso de atrasos superiores a 10 minutos, o aluno assistirá  aula a partir do segundo tempo, tendo antes, OBRIGATORIAMENTE, que dar seu nome para anotação na portaria e em seguida passar na COORDENAÇÃO DISCIPLINAR para a devida advertência. O(a) aluno(a) trará a advertência assinada pelo seu(sua) responsável no dia seguinte ao recebimento da advertência. A partir do segundo atraso o(a) responsável pelo(a) estudante deverá comparecer à escola para  apresentar justificativa formal, uma vez que o/a estudante sofrerá um grande prejuízo pedagógico com os constantes atrasos. Caso continue uma terceira vez atrasado, a escola encaminhará o caso ao Conselho Tutelar para as devidas providências legais. Essa postura adotada pela escola visa obedecer ao  ECA  no seu Art. 53:  A criança e o adolescente têm direito à educação, visando ao pleno desenvolvimento de sua pessoa, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho, ou seja, que desenvolvimento terá um jovem ao perder as aulas do primeiro horários recorrentes vezes? Que preparo para o exercício da cidadania terá o jovem ao transformar em hábito o descumprimento flagrante do horário de aula da escola? Isso para citar dois exemplos.  O não comparecimento dos responsáveis dos(as) alunos(as) acarretará em envio dos nomes ao Conselho Tutelar  ou mesmo para a Promotoria de Defesa da Educação para as devidas providências legais, visto da responsabilidade jurídica que os pais e /ou  responsáveis têm sobre seus tutelados. A Equipe Gestora é responsável por salvaguardar o direito ao ensino público de qualidade aos estudantes da Unidade de Ensino que gerenciam, sobrepena de responsabilização dos órgãos competentes.

 

DO UNIFORME E DA APRESENTAÇÃO PESSOAL

 O aluno deve apresentar-se à escola, adequa­damente trajado. O uso de fardamento completo é indispensável, inclusive nas atividades de edu­cação física e demais serviços extras oferecidos pela Escola. O aluno que porventura não tiver uniforme ou que o mesmo não apresentar condições de uso, deve apresentar justificativa por escrito assinada pelos pais e/ou responsáveis. Nesse caso o/a estudante receberá por empréstimo uma blusa do uniforme da escola para usar durante o turno de aula e assumirá o compromisso de devolvê-la ao final do turno de aula. É obrigatório o uso de tênis para a frequência às aulas. O uso de bonés, lenços e outros adornos são considerados absolutamente incompatíveis com o ambiente escolar. Na frequência à escola, mesmo em horários diferentes das aulas e/ou em quaisquer atividades pedagógicas, é necessária a escolha de roupas adequadas ao ambiente escolar, portanto, nunca é demais relembrar o uniforme: Calça jeans azul ou preta, jamais calças coloridas; Bermuda na altura do joelho azul marinho ou preta, jamais bermudas coloridas; Calças Corsário, Legging ou Tac tel azul marinho ou preta, jamais coloridas. Não é permitidos o uso de camisas de times de futebol, roupas curtas, decotadas ou aperta­das, chinelos, tamancos e fardamento customizado.

FREQUÊNCIA ÀS AULAS

 É muito importante a frequência diária do aluno à escola. As faltas habituais prejudicam o trabalho escolar e, consequentemente, o aprendizado dos jovens. De acordo com a legislação em vigor, o aluno tem direito, no mínimo, a 200 dias letivos, podendo faltar até 25% das aulas. A partir daí o aluno estará reprovado por falta. No caso do aluno faltar às aulas por motivo de doença, viagem ou qualquer outro motivo de ordem pessoal, os pais e/ou responsáveis deverão comunicar-se com a Coordenação, Direção e/ou professores. É sempre bom lembrar que por legislação específica o professor só será obrigado a aplicar qualquer avaliação mediante tão somente apresentação de atestado médico. Qualquer outra possibilidade é de inteira responsabilidade e cortesia do professor. Ressalte-se também que a comunicação ou as justificativas legais ou consensuais não implicarão o abono da falta, nem dispensará o aluno da entrega das tarefas escolares passadas, muito menos da execução das provas realizadas no dia.

SEGUIR RIGOROSAMENTE SINALIZAÇÃO DAS AULAS

 

Em todas as ocasiões em que for necessário o toque do sinal musical  ou  da sirene, seja na entrada das aulas, inter­valo entre as aulas, intervalo para o início e fim do recreio e final das aulas, o aluno deve res­peitar rigorosamente a suas indicação. Já está consolidado os seguintes intervalos de aula em que os(as) alunos(as) poderão pedir autorização aos professores para irem beber água ou ao banheiro: Segunda aula ( 8h20 às 9h05 ) e quinta aula ( 11h às 11h45 ) no matutino; Segunda aula ( 14h05 às 14h50 ) e quinta aula ( 16h45 às 17h30 ) no vespertino. Ressaltamos que o pedido para se retirarem de sala deverá ser feito ao professor que estiver entrando na sala e jamais ao que estiver saindo. Recomenda-se aos estudantes trazerem garrafa de água para encherem nos bebedouros, isso faz com que só saiam as pessoas que efetivamente necessitam ir ao banheiro. Lembramos também que a saída do estudante de sala está condicionada a autorização do professor regente.

 

ENTRADA DE PAIS E VISITANTES NA ESCOLA

 Para organização diária dos trabalhos, no HORÁRIO DE CHEGADA,  solicitamos que os pais e/ou responsáveis encaminhem seus filhos na entrada da Escola. Os pais e/ou visitantes deverão sempre usar roupas adequadas ao ambiente escolar, evitando trajes como: shorts curtos e tops para as mulheres; calção, e a falta da camisa para os homens. Todos os visitantes deverão identificar-se na Portaria da escola. É expressamente proibida a entrada de animais na escola. No HORÁRIO DE SAÍDA, solicitamos que os pais e/ou responsáveis aguardem com paciência o sinal de saída, pois nenhum(a) professor(a) está autorizado(a) a dispensar os(as) alunos(as) antes do sinal sonoro. Portanto, para facilitar a organização do fim das aulas do dia, os portões não serão abertos entre 12h15/ 12h30 no matutino e entre  18h /18h15 no vespertino. Agradecemos sinceramente a compreensão, haja vista da responsabilidade social e pedagógica que temos de ter com nossos estudantes.

AGENDA ESCOLAR

 

 O uso da agenda escolar é essencial, pois ela é o principal veículo de comunicação entre a escola e as famílias. Nela são feitos os registros diários necessários, enviando bilhetes, convites e possíveis advertências recebidas pelos(las) alunos(as). Os deveres de casa serão registrados na agenda. As agendas dos alunos do turno vespertino serão carimbadas com presença. Pedimos aos responsáveis que dediquem atenção especial à leitura diária da agenda.

COMUNICAÇÃO FAMÍLIA-ESCOLA-FAMÍLIA

A comunicação da Escola com a família dar-se-á por meio de circulares entregues aos alunos, mensagens escritas que deverão ser coladas na agenda estudantil para visto dos pais ou responsáveis. A escola não dispõe de aparelho celular para contato com os pais ou responsáveis, só telefone fixo, que não está habilitado a ligar para telefones móveis, portanto, em casos de contato para celulares, as ligações serão feitas  a cobrar. Ao término de cada bimestre, de acordo com o calendário escolar, os pais e/ou responsáveis deverão comparecer à escola para obterem informações sobre a vida escolar do aluno e resultados das avaliações realizadas. Em qualquer momento, os pais ou responsáveis poderão ser convocados para reuniões coletivas ou individuais se a escola assim julgar necessário. Quando por motivo relevante for feita uma convocação extraordinária dos pais ou responsáveis é porque faz-se necessário, com maior brevidade, o comparecimento ao estabelecimento de ensino. O pai ou responsável que queira falar com os professores deverá seguir a seguinte orientação: O horário de atendimento aos pais pelos professores será as segundas feiras no horário contrário ao turno em que o/a aluno(a) frequenta as aulas, mediante prévio agendamento na coordenação disciplinar.

SAÚDE E ACIDENTES

 Em caso de acidente, o aluno receberá os primeiros socorros na Escola, sendo o fato comunicado à família em seguida. Desta forma, é de extrema necessidade que os telefones dos pais e/ou responsáveis estejam sempre atualizados na Secretaria da escola. O aluno não será encaminhado a médicos ou hospitais, exceto em situações de Emergência. Nesse caso pontual, o aluno será socorrido em hospital pertencente ao serviço público, devidamente acompanhado pelos pais e/ou responsáveis. Quando doente, é recomendado que o(a) aluno(a) não venha à escola. Visamos com essa recomendação salvaguardar a saúde individual e coletiva dos estudantes.   

CUMPRIR A PROGRAMAÇÃO DE PROVAS E TESTES

 

Todas as datas de provas e testes são infor­mados pela Escola em calendário divulgado no inicio do ano através da agenda do aluno. A aplicação de provas para faltosos será fei­ta em caso de alguma enfermidade comprovada por atestado médico/odontológico. Isso posto, fica estabelecido que o professor só tem a obrigação legal de aplicar avaliação substitutiva no caso de atestado médico/odontológico (REGRA). Qualquer outro caso que não o instrumento legal, fica a critério do (a) professor(a), que minimamente deverá cobrar por escrito ou pessoalmente uma justificativa do pai ou responsável que possibilite ou não a segunda chamada da avaliação perdida, conforme o juízo do(a) educador(a) (EXCESSÃO). Portanto, o professor não é obrigado a aplicar avaliação perdida por algum(a) aluno(a) que não seja atestado médico odontológico, que deverá ser entregue na secretaria ou coordenação/direção no prazo máximo de 5 (cinco) dias letivos, sobre pena de perder a validade e suspender seus efeitos.

 

 

 

 

TER POSTURA PESSOAL ADEQUADA

 

Não será tolerado desrespeito em nenhum nível, assim com qualquer agressão verbal ou física contra qualquer um pertencente a comunidade escolar do CEF 07 ou visitantes. Apelidos e alcunhas  não são permitidos, tudo para evitar desconfortos e acabar por se configurar como prática de bullying. Não será permitido sentar-se de forma inadequada  na mesa dos vigilantes, nos braços das cadeiras, na mesa do professor e ainda outras formas inadequadas de postura e uso das cadeiras escolares. Também não será permitido pular da rampa de acesso ao primeiro andar ou de qualquer cerca que separa os setores da escola.

 

NAMORO E INTIMIDADE NA ESCOLA

 

Vivemos em uma comunidade constituída de alunos, professores e seus familiares, havendo crianças jovens e idosos, além de servidores de diferentes setores. É importante salientar que este contexto sugere o aspecto coletivo prevalecendo sobre o individual. Ciente das responsabilidades e do compromisso com as famílias, deter­mina-se que não é permitido namoro nos espaços da escola, sendo con­siderado o descumprimento como ocorrência disciplinar que merecerá tratamento adequado pelo setor responsável.

 

SAÍDAS ANTECIPADAS

 

A escola conta com o apoio dos responsáveis e recomenda que as saídas se deem exclusivamente por motivos muito significati­vos e justificáveis, tudo visando a segurança dos estudantes  e evitar as perdas pedagógicas. Assim, sair antes do término das aulas do dia será sempre uma exceção no CEF 07 de Brasília. Lembramos que não será autorizada a saída de alunos e alunas por telefone. Para que um estudante saia antes do horário será exigida a presença física dos pais ou responsáveis ou por solicitação na agenda, e somente na agenda, jamais em caderno ou folhas avulsas, desde que sejam expostas as razões da dispensa, a assinatura e o número do RG do responsável pelo estudante na escola, haja vista que a assinatura será conferida no documento de matrícula do/da estudante.

 

OBJETOS PERDIDOS

 

O estudante deve ser responsável pelo seu material escolar, que deve estar devidamente identificado. Solicitamos aos responsáveis  que orientem seus/suas filhos(as) para que não tragam nada de valor e cuidem de seu material dentro e fora da sala de aula. Lembramos que a escola não se responsabilizará por objetos pessoais, bens de valor ou quaisquer tipos de pertences desaparecidos em suas dependências, tampouco fará indenizações referentes aos mesmos. Os objetos encontrados na escola ficarão guardados nos “achados e perdidos” localizado na sala de coordenação disciplinar, até dezembro de 2015, após esse prazo os itens não procurados serão doados.

ZELAR PELA ESTRUTURA FÍSICA DA ESCOLA

 

É dever do aluno zelar pela preservação do mobiliário, equipamentos e demais utensílios da escola. Não é permitido rabiscar cadeiras, paredes, portas ou outra parte da escola. Em caso de atitude proposital que venha a causar quebra ou dano em algum equipamento móvel ou estrutura física da escola, é dever do aluno, juntamente com o pai ou responsável, reparar imediatamente o dano causado. Essa regra também vale para a conservação dos livros didáticos e aqueles livros que forem pegos por empréstimo na biblioteca. Por conta dessa preservação é terminantemente proibido na escola o uso de Canetão (Pincel atômico) e Corretivo líquido.

 

 

LANCHAR SOMENTE NOS LOCAIS APROPRIADOS

 

O lanche não pode ser feito dentro da sala de aula, o local adequado é na cantina ou no pátio da escola. O horário para o lanche é exclusivamente durante o recreio. Não é permitido o uso de chicletes no ambiente escolar, toda embalagem ou sobra de lanche deverá ser descartada nas lixeiras espalhadas pela escola, jamais no chão, na grama ou em qualquer outro lugar que não seja o lixo.

 

MANTER-SE SEMPRE NO LOCAL INDICADO

 

Não será permitida a circulação de alunos na área do estacionamento interno. Quando se dirigirem às aulas de educação física deverão ir pelo portão do refeitório. Assim como não será permitida a circulação de alunos na Sala dos Professores no momento do intervalo (recreio). A entrada de todos os estudantes deverá ser pela porta principal da escola, jamais pelo portão do estacionamento.

 

RESPEITAR TODOS OS SERVIDORES DA ESCOLA

 

Independente do cargo que ocupar, qualquer servidor da escola ( Professores, Vigilantes, Terceirizados, Merendeiras, Assistentes e Membros da Equipe Gestora) deve ser respeitado. Fica claro que igualmente todos os servidores citados jamais poderão faltar com o mesmo respeito.

 

 

 

TER CONDUTA ÉTICA E MORALMENTE CORRETA

 

A Escola não aceitará sob nenhuma hipótese, o uso de cigarros, bebidas alcoólicas, substâncias de efeitos comprovadamente alucinógenos, sejam de uso lícito ou não, revistas e vídeos com mensagens inadequadas e que firam os bons costumes.O aluno não poderá usar qualquer aparelho eletrônico que emita ruído em sala de aula: celulares, caixas de som amplificadas, fone de ouvidos, tablets, notebooks, jogos eletrônicos portáteis, entre outros. Os seguintes objetos também não podem ser portados por alunos em qualquer ambiente da escola: Explosivo, material inflamável, produtos químicos de alto risco, facas, canivetes, estiletes, chaves de fenda, punhais, lâminas de qualquer espécie, corretivos líquidos, Pincel atômico lanternas ou equipamentos que emitam raios laser. Enfim, qualquer objeto que coloque em risco a integridade física e psicológica do aluno e dos demais colegas não será aceito.

 

MANTER A ESCOLA LIMPA E ORGANIZADA

 

É dever de todos os alunos, independente da idade, série ou horário em que estude, ajudar a manter as dependências da escola e principal­mente a sua sala em ordem e limpa, evitando jogar lixo fora dos locais apropriados. O aluno deve manter a arrumação das cadei­ras de acordo com a orientação do Professor, evi­tando tirá-las do local indicado.

 

TRABALHOS EM TURNO CONTRÁRIO

 

Os alunos que quiserem fazer trabalhos de pesquisa no turno contrário ( máximo de 10 por turno) deverão fazer agendamento no laboratório de informática e retirar a autorização, que será o passaporte de entrada na escola. Caso desejarem fazer outro tipo de trabalho que não no laboratório de informática, deverão estar necessariamente acompanhados pelo professor orientador do trabalho, também resumido ao número máximo de 10 estudantes. Para melhor controle os estudantes deverão vir obrigatoriamente uniformizados.

 

PROJETOS DO CEF 07 DE BRASÍLIA EM 2017


PROJETOS DO CEF 07 DE BRASÍLIA EM 2017


 

 

Lugar de Aluno é na Escola e Dentro de Sala de Aula: Implementar o uso da Identidade Estudantil como controle de entrada no espaço escolar. Recolher a Identidade Estudantil no momento de entrada do aluno na escola pressupõe controle diário da frequência e dos critérios estabelecidos para a manutenção ou desconto do Ponto Social. As câmeras internas identificam fielmente os alunos que evadem a sala de aula sem autorização prévia do professor regente. O uso de rádios comunicadores em consonância com as câmeras facilita a comunicação com o setor em que se encontra o estudante, para que seja imediatamente conduzido à sala de aula. Queremos garantir o aluno na escola e cumprindo com suas obrigações em compartimento de sala de aula. Garantimos também uma ação efetiva para minimizar a infrequência escolar, já que os pais serão avisados com mais tempestividade, sempre que o estudante atingir 3 faltas consecutivas ou 5 alternadas. O objetivo final para esse controle é chegar ao modelo de identificação eletrônica realizada no momento de entrada do aluno na escola. Após passar pelo mecanismo eletrônico que identificará o aluno, o seu responsável devidamente cadastrado, receberá um SMS confirmando a presença do aluno, ou de seu atraso ou mesmo de sua ausência.

Intervalo Recreativo: A cada semana terá um dia em que o intervalo será prolongado em 10 minutos. Nesse dia os alunos poderão utilizar as quadras esportivas e jogos que os faça interagir por mais tempo com seus pares. A cada bimestre será escolhido um dia na semana. No 1º bimestre terça-feira, no 2º bimestre quarta-feira, no 3º bimestre quinta-feira, no 4º bimestre sexta-feira, toda essa organização visa não atrapalhar a programação dos professores com seus alunos e o compromisso maior de uma educação pública efetivamente de qualidade.

Intervalo Cultural - A cada passagem de bimestre será feito um intervalo especial com atrações diferentes, que possibilite o contato dos estudantes com as formas variadas de entretenimento cultural. Visa inserir nas atividades diárias dos alunos momentos culturais, com eventos como apresentações de grupos teatrais, inclusive apresentações dos próprios alunos, realização de jogos e outras atividades desportivas, rodas de leitura, danças, incluindo capoeira, filmes, em dias alternados da semana para toda a escola em intervalos de no máximo 30 minutos.

Futuro no Presente - O mundo moderno passa por mudanças de relevante importância nos aspectos econômicos, políticos e sociais, que formam o tripé de sustentação de qualquer civilização minimamente organizada.  A era atual está fundamentada no conhecimento. É cada vez maior a pressão por uma educação de mais e melhores resultados, pois é crescente a confiança no valor da educação de qualidade como instrumento de desenvolvimento social. Objetiva-se preparar gradativamente os estudantes para os modelos de avaliações que irão enfrentar no futuro próximo de sua formação. As provas interdisciplinares são uma realidade, e, aparentemente, sem qualquer previsão de alteração a curto e médio prazo, por isso se faz necessário qualificar emocionalmente e cognitivamente nossos estudantes para a realidade fática das avaliações as quais serão inevitavelmente submetidos, algo que não dá mais para se esquivar, ou fingir que não é assim, por mais que não achemos esse meio o mais justo, é o utilizado pelo sistema brasileiro de acesso às vagas nas universidades e nos postos de trabalho público, ou seja, concursos de provas e ou provas e títulos.


Conservação do Livro Didático: Todo início de ano letivo, antes da entrega dos livros didáticos aos estudantes, será realizada uma campanha de conscientização do uso e da preservação dos livros. O aluno deve ser orientado a encapar, identificar e zelar por cada um dos livros que recebe para o uso no ano letivo, assim como a devolvê-lo preservado ao final de cada ano. É preciso que o aluno e seus familiares saibam que o livro didático tem um ciclo de 3 anos, portanto outros estudantes irão utilizá-lo ao longo do processo, e para isso faz-se necessário que tenha a disposição da biblioteca, o mesmo quantitativo de livros distribuídos no início do ano letivo, assim como em boas condições de uso.

Sala de Leitura: As avaliações do conhecimento em todos os níveis exige um crescente aperfeiçoamento nas técnicas de leitura e interpretação. O exercício de ler deve se tornar hábito no cotidiano do estudante. O que se deseja com esse projeto é propiciar condições ainda mais prazerosas no espaço escolar para a disseminação dessa habilidade. A sala de leitura terá dois tatames com quarenta almofadas, ar-condicionado, prateleiras, paredes estilizadas, estante e som ambiente, tudo para atrair ávidos leitores, por consequência, futuros operadores de satisfatórias interpretações e redações.

Clube do Livro e da Leitura: Objetiva, além da troca de livros entre os participantes, o incentivo do prazer pela leitura, o estímulo à imaginação, a realização perene de análises críticas, a ampliação do repertório linguístico, literário e escrito, amadurecimento interpretativo e a interdisciplinaridade. Será incentivado pelos orientadores do projeto a formação de grupos com um número reduzido de alunos. A cada grupo será indicado um livro para ser lido por todos, dentro de uma razoabilidade temporal. Em seguida será definido um dia de encontro dos membros do grupo para que cada um dos leitores relate suas impressões, dizendo o que gostou e o que não gostou. A partir daí a conversa seguirá norteada pela respeitosa liberdade de discussões dos argumentos vindouros. O objetivo não é de se chegar a uma conclusão, mas de ampliar as possibilidades de interpretações sobre um mesmo tema, preparando os estudante para a natural confrontação de ideias do meio acadêmico. Quanto mais cedo o aluno conseguir entender essa dinâmica academicista, mais preparado e adaptado estará para enfrentar qualitativamente os desafios do prolongamento dos estudos.

Conselho dos Representantes - Marca a participação do corpo discente no processo de construção dos projetos da escola. O exercício da democracia indireta, exercida pelos representantes de turma, traz mais organicidade no momento de discussão das propostas. A consolidação da importância dos representantes de turma eleitos, orientará a formação do GRÊMIO do Cef 07, que terá dentre suas atribuições, o de zelar pelos interesses cognitivos e de entretenimento dos estudantes, sempre em comunhão com os interesses legais obrigatoriamente defendidos pela Equipe Gestora.

Eleitor do Futuro - Em parceria com o TRE/DF, a escola aproveita o ano eleitoral para despertar a importância que a política tem na vida cotidiana dos cidadãos. Toda relação humana está baseada no exercício da prática do debate de argumentos. Por isso nunca é demais falar em política. A juventude não pode ficar a margem da discussão de um tema tão essencial, haja vista que serão os eleitores do amanhã.

Projeto: “ O que você tem a ver com a corrupção” – Em parceria com o Ministério Público - Trabalha valores cotidianos de acordo com a maturidade dos alunos. É imprescindível que os estudantes cresçam tendo noções básicas na formação da cidadania, por exemplo, disseminar que ser cidadão não se trata de apenas ser eleitor, mas sujeito ativo no processo diário do exercício de suas obrigações e na cobrança sistemática de seus direitos.

Projeto Não ao Bullying – Todo primeiro bimestre da escola acontece a observação e aplicação do projeto de prevenção ao Bullying desenvolvido pelos estudantes de psicologia da UDF. Os estudantes ficam 5 horas pela manhã e 5 horas a tarde dentro das salas de aulas acompanhando os alunos. Ainda no 1º bimestre os estudantes retornam e passam outras 5 horas com as 28 turmas aplicando atividades de acordo com o que foi observado em cada uma das turmas. No fim os estudantes produzem materiais de combate ao Bullying e disseminam pela escola

Jogos Interclasses:  É um conjunto de jogos de futsal, handball, basquete, tanto masculino quanto feminino que acontece na última semana de aula do 1º semestre, ou seja, uma semana inteira de jogos na escola, envolvendo todas as 24 turmas. As competições ocorrem no matutino somente com as 14 turmas do turno matutino e no vespertino somente com as 14 turmas do vespertino, portanto não há mistura de competição entre os turnos. O fundamental é a interatividade dos estudantes e as respectivas turmas durante as competições nas quadras poliesportivas.

FMcef07 – O sinal musical é tocado com músicas escolhidas pelos alunos. Toda vez que toca a música significa o início e fim de uma aula, ou, o início e fim do turno de aulas.

Feira de ciências: A Escola deve ser um espaço que permita o aluno pensar, aprender e agir. A implementação de uma Feira de Ciências e Tecnologias instiga os estudantes envolvidos a explorarem as diferentes explicações sobre os fenômenos naturais e as transformações produzidas pelo homem em sociedade. Na maioria das esferas de atividades, a melhor maneira de aprender é fazendo. As pesquisas teóricas fornecem uma sólida base, porém o verdadeiro conhecimento se traduz no momento em que colocamos as teorias em prática. A realização de trabalhos extraclasse é o momento em que as ideias dos estudantes ganham forma. A exposição dos trabalhos é uma maneira diferente e interessante de driblarem a rotina e exercitarem pluralmente a criatividade. Daí a necessidade de motivar o grupo de docentes nas ações de gerenciamento do evento com organização, dinamismo e capacidade para despertar a atenção e o reconhecimento dos seus orientandos. . É a culminância dos projetos de Ciências e Matemática, que se realiza sempre no segundo bimestre de cada ano letivo.

Café Cultural - Apresentar obras literárias de autores representativos da literatura brasileira e universal e ao mesmo tempo estimular o debate e a formação de opiniões decorrentes dos modelos de apresentações dos trabalhos. Objetiva-se formar leitores atentos e críticos e proporcionar oportunidades de exercício de criatividade literária. É a culminância dos projetos de Códigos e Linguagens, que se realiza sempre no terceiro bimestre de cada ano letivo.

Dia da Consciência Negra: Visa proporcionar aos alunos e educadores em geral, a oportunidade de convivência com a temática voltada para o respeito racial, combatendo a discriminação e o preconceito. Buscando os valores ético-culturais que influenciam diretamente nos costumes das diversas sociedades. . É a culminância dos projetos de Ciências Humanas, que se realiza sempre no quarto bimestre de cada ano letivo.  No dia servimos uma deliciosa feijoada à comunidade escolar.

Coordenação Disciplinar - Acreditamos que sem disciplina não há aprendizado. A Coordenação Disciplinar fará a ponte entre professores e SOE e SOE e Equipe Gestora. Os Professores atuarão em sala de aula visando às boas práticas pedagógicas. Quando o estudante não corresponder pedagogicamente às intervenções dos professores, esse se utilizará de Ocorrência Pedagógica (cor branca), para comunicar aos pais a inação de seu filho ou filha. A primeira ocorrência deverá ser assinada pelos pais e colada na agenda escolar. Caso o pai ou responsável pelo estudante não assine a ocorrência, o professor enviará uma segunda ocorrência, agora convocando o pai, em dia e horário de coordenação do professor, para comunicar pessoalmente os atos incorretos praticados pelo aluno ou aluna. Na segunda tentativa, se o pai não comparecer, o fato será comunicado ao SOE para que faça a intervenção junto à família do aluno ou aluna, via convocação por telefone cadastrado na ficha individual do (a) estudante. Após comunicação da necessidade de comparecimento de algum responsável legal do (a) estudante na escola, se mesmo assim o responsável legal não comparecer, será comunicado o fato ao Conselho Tutelar para providências. O professor em sala de aula exerce sua autoridade e domínio de controle de turma, porém, quando o educador não mais conseguir, depois de ter esgotado suas práticas de controle da disciplina, aplicará a Advertência Disciplinar (cor amarela) e mandará o aluno imediatamente para a coordenação disciplinar, onde o/a aluno (a) terá registrado em sua ficha individual, um resumo de seu comportamento e o tipo de advertência adotado. Em seguida será orientado a colar a advertência recebida na agenda escolar e trazer assinada pelo responsável. Caso não traga assinada será feito o mesmo procedimento supracitado, quanto a Ocorrência Pedagógica. O (A) estudante receberá até 3 advertências amarelas, após a terceira será automaticamente convertida em suspensão de até 3 dias com atividades em casa. Os casos considerados graves e elencados no rol das punições com suspensão pode ser aplicada imediatamente, sem anteriores advertências por iguais ou diferentes motivos.

Formatura - Concepção de uma comissão de formatura representada por representantes de pais e alunos das turmas de 9 ano existentes na escola e, se for o caso, de professores e servidores voluntários. Membros da equipe gestora não participam da comissão de formatura, mas auxiliam em sua formação e deverão ser consultados em atos que dependam direta ou indiretamente da utilização dos espaços da escola, de seu patrimônio, de sua situação de pessoa jurídica de direito publico e qualquer ato que implique a organização de funcionamento da instituição de ensino. A Comissão de Formatura terá por objetivo organizar e planejar o ato ecumênico, colação de grau e festa de formatura, bem como as providências, formas, atos, objetivos e qualquer outro item que se julgar afeto às festividades de formatura, sendo as atividades voltadas para a arrecadação, aplicação e movimentação de numerário, organização, celebração de contrato com empresas privadas.

Halloween CEF 07 – Projeto ligado aos professores de Inglês. Utilizam-se de uma festa tradicional nos EUA para ampliar o vocabulário da língua inglesa. A culminância do projeto acontece com uma festa noturna, de 19h30 às 23h, para os alunos da escola. Todos os setores da escola são tematicamente decorados e a festa acontece no auditório com Dj, iluminação e decoração especial.

Passeios Culturais e Recreativos - A saída do aluno da escola para participar de atividades extracurriculares, pressupõe uma logística bastante responsável. A contratação do transporte deve atender os requisitos de segurança. Os pais ou responsáveis devem ser comunicados com antecedência sobre a motivação do passeio e todos os detalhes de sua realização, acompanhada por termo de autorização de participação do estudante. A finalidade do passeio deve ser justificada como de caráter pedagógico.

Festival de Talentos - A ser realizado sempre no mês de agosto, como parte das comemorações do dia do estudante. Os estudantes serão incentivados para que externem qualquer modalidade de talento artístico-cultural em apresentação aberta à comunidade escolar. Objetiva-se a maior integração entre os membros da comunidade escolar do CEF 07 de Brasília.

Hora Cívica - A sociedade brasileira passa por abalos na sua estrutura formadora. As razões desses abalos são múltiplas, dentre elas a falta de maior discussão da função do Estado em relação a seus cidadãos, e desses em relação ao papel que ocupam em sociedade. A escola não pode se furtar de tentar dirimir o distanciamento entre as funções do Estado e os direitos e garantias dos cidadãos. É precípuo resgatar no seio da formação cidadã (escola), o respeito aos símbolos nacionais e também possibilitar ao educando uma constante discussão de valores, encaminhando-os para a construção de um mundo melhor e mais justo. A hora cívica será um momento de reflexão e participação, oportunizando a todos expressar ideias, sentimentos, adotando atitudes que visam o resgate de valores como o respeito e a tolerância. Para tanto, faz-se necessário promover entre os educandos, situações que favoreçam atitudes de cooperação, participação, responsabilidade e companheirismo, levando-os ao pleno desenvolvimento da cidadania. A hora cívica será realizada todo final de mês, em dia marcado com antecedência, para que todos possam preparar-se para as apresentações, que serão coordenadas pelos professores e equipe pedagógica. A atividade acontece na a quadra coberta com a presença das 14 turmas por turno. É executado o hino nacional na presença dos alunos, professores, equipe gestora, coordenadores. Após é feita a discussão de um tema que esteja na pauta da mídia local, nacional e/ou internacional que possa se relacionar a um tipo de valor. Na ocasião é entregue o certificado de aluno/aluna destaque do bimestre e também é o momento de homenagear os alunos atletas que se destacaram em competições.

 

Apresentações Culturais no Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência – Acontece sempre no dia 21 de setembro. Temos muito orgulho em dizer que somos uma escola verdadeiramente inclusiva. A sala de recursos da escola funciona no suporte aos professores, famílias e alunos. Não há professor que deixe de fazer provas, trabalhos e exercícios adaptados às necessidades individuais dos estudantes especiais. Todos os estudantes são orientados desde o primeiro dia de aula a manifestar respeito pelo semelhante, independente de ser ou não diagnosticado como aluno especial. No dia 21/9 ocorre um intervalo cultural de 1 hora nos dois turnos onde os estudantes do CEF 07 e da APAE apresentam suas habilidades artísticas.

 

Jardim Escolar - A existência de espaços destinados a jardim em muitas unidades escolares leva a crer que os engenheiros que as construíram sabiam da importância da presença de plantas e beleza no ambiente escolar. Porém muitos destes espaços não são utilizados com o objetivo inicial, criando condições de proliferação de insetos e ficando com um aspecto pouco agradável. Nossa escola possui este espaço e com voluntários da comunidade escolar transformaremos uma área propícia para um jardim, a qual vem sendo utilizada como um verdadeiro “depósito de plantas” e até mesmo como criadouro de insetos, em espaço de lazer e conhecimento através da utilização de técnicas de paisagismo e jardinagem. Objetivamos um modelo de jardim ideal e sustentável para ser implantado em espaços específicos localizados na escola. Em consonância utilizaremos instrumentos e técnicas de reciclagem, reaproveitamento e transformação de materiais. Num segundo momento poderemos fornecer mudas e disponibilizar conhecimentos técnicos para a comunidade escola, para que possam fazer o próprio jardim.

Jornal Mural: Visa a comunicação de eventos, fatos, curiosidades, dicas pedagógicas, notícias da comunidade e da agenda da escola. Contará com a participação direta dos estudantes na captação das notícias e na formatação do jornal. Sempre orientados pelos professores envolvidos no projeto, da coordenação pedagógica e da equipe gestora.

Laboratório de Informática: Uso de recursos tecnológicos (20 computadores do Proinfo) como ferramentas pedagógicas a disposição dos professores para enriquecimento de suas aulas e para inclusão digital dos alunos e para o Programa Português e Matemática em FOCO.

Horta Comunitária: Destinação e suporte técnico e de material para a manutenção de uma horta atrás do bloco D, que servirá de espaço de aprendizagem quanto ao uso da terra e a subsistência por ela proporcionada, alem do uso de seus produtos para enriquecimento da merenda escolar.

Laboratório de Ciências: Visa utilizar os recursos de apoio ao ensino de Ciências como experimentos, microscópios, reproduções esqueletos e organismos em um único espaço e para uso de turmas reduzidas de alunos de forma a propiciar a todos a oportunidade de manipulação e observação de reações e misturas, entre outros.

Estagiários no Reforço Escolar : É ofertado aulas de reforço em horário contrário para os alunos com dificuldades de aprendizagem, principalmente em matemática e português. Os estudantes universitários que buscam fazer estágio no CEF 07 são informados que devem separar 10 horas de aulas práticas para dar  reforço pedagógico supervisionado  aos estudantes do CEF 07. Os alunos são selecionados pelos professores de acordo com a dificuldade no conjunto dos componentes curriculares. O professor dirige ao estagiário que está sob sua supervisão, o conteúdo que deve ser reforçado.

Alunos Destaques nos Grupos de Estudos - Incentivar a formação de grupos de estudos, capitaneados pelos alunos destaques em cada disciplina, indicados pelos professores na condição de monitores, para orientar os estudantes que apresentam dúvidas nos componentes curriculares específicos.

Coordenação Interativa entre Escolas Tributárias: Promover encontros entre os professores do 6º e 7º anos do CEF 07, com os professores de ensino fundamental anos iniciais, das principais escolas tributárias, assim como também os professores do 8º e 9º anos com os professores do ensino médio que recebem os estudantes do CEF 07.

Blog CEF 07: Atualizar semanalmente o blog da escola com as atividades realizadas, produções dos alunos, professores e demais representantes da comunidade escolar. O potencial tecnológico como ferramenta democrática de divulgação do trabalho desenvolvido na instituição de ensino, não pode ser desprezado.

Reciclagem Cognitiva: Estimular todos os profissionais da educação a buscarem qualificação e aperfeiçoamento profissional. Serão ofertadas condições de incentivo a participarem de cursos, seminários, encontros, palestras e afins, tudo para termos profissionais sempre motivados e antenados com as frequentes transformações que permeiam a área da educação.

Confraternização Permanente: Promover atividades extracurriculares de caráter cultural, esportivo e festivo que possam melhorar a autoestima e a interação entre os segmentos da comunidade escolar.

Transparência Financeira: Promover a gestão financeira de forma transparente e participativa dos recursos públicos e privados destinados à escola. Sempre de acordo com os princípios basilares da administração pública. Elaborar os planos de aplicação financeira sempre em consonância com os projetos definidos como prioridade pela Equipe Gestora, Conselho Escolar e Diretoria da APAM. Realizar prestações de contas periódicas e convocar uma audiência pública ao final de cada ano letivo a fim de informar à comunidade escolar todos os gastos e realizações com as verbas destinadas à unidade de ensino, assim como coletar sugestões para o planejamento de gastos para o próximo ano.

Equipe Cef07: Disseminar entre os docentes, equipe gestora, orientadores educacionais, servidores da carreira assistência e servidores terceirizados, a importância do trabalho em equipe para a obtenção do funcionamento integrado e humanizado de toda a escola. Os pilares para a boa sincronia das relações interpessoais estão no estímulo ao respeito das diferenças, ao tratamento isonômico das competências individuais e coletivas, ao cumprimento dos regulamentos e à obediência ao princípio da hierarquia. Seguir essas orientações implica na melhoria da convivência democrática no ambiente escolar. Propicia que o clima de trabalho seja agradável e menos conflituoso.

Projetos do SOE:

Eleição dos representantes de turma e professores conselheiros: visa estimular o desenvolvimento da ética, da cidadania, do conhecimento sobre o processo eleitoral e do protagonismo juvenil.

Carômetro: visa fotografar os estudantes para que o professor possa identificá-los e fortalecer vínculos para um melhor acompanhamento escolar.

Oficinas de integração escola-família: visa promover espaços de socialização e compartilhamento de ideias e experiências abordando temáticas como: formação de hábitos de estudo, participação da família na formação escolar dos filhos, violência, consumismo, convivência familiar.

Oficinas com estudantes sobre projeto de vida e formação de hábitos de estudo: visa estimular o desenvolvimento de hábito de estudo e a construção do projeto de vida.

Oficinas de promoção dos direitos humanos e da convivência escolar saudável: visa incentivar nos estudantes atitudes de respeito e tolerância com o próximo.

Auxiliar no desenvolvimento de um projeto de vida associado ao hábito de estudo desses estudantes.

Palestras voltadas para promoção da saúde em parceria com profissionais da área da saúde e da segurança.

 

Projetos da Classe Especial/ AEE:

 

Água: Cuidar, respeitar e economizar.

 

A proposta é apresentar e discutir a Carta da Terra e a Declaração da ONU (Organização das Nações Unidas), intitulada para o D ia Mundial da Água de 2010 ou  Declaração Universal dos Direitos da Água. O Dia Mundial da Água é lembrado como um marco na Educação Ambiental no Brasil desde 1992 com a finalidade de disseminar a conscientização e luta em defesa da preservação da Natureza por entidades governamentais e não governamentais. A Carta da Terra traz a concepção de humanidade e a nossa existência neste único LAR cm toda uma descrição da situação global e os desafios do presente e do futuro. A visão de responsabilidade universal dentro do nosso LAR que é a terra extrapola a visão tradicional e meramente economicista. A Terra como nossa casa se transforma num belíssimo projeto educacional e cultural envolvendo diversas comunidades do nosso planeta.

 

Horta na escola: Plantação, manejo da terra e sustentabilidade.

 

O objetivo é atender ás finalidades de preservação e construção de um meio ambiente mais saudável e sustentável em respeito à biodiversidade do Cerrado do Distrito Federal Brasília. O 9 aprendizado para os alunos especiais TGD e Autismo terão a participação ativa e significativa no sentido de assimilação dos saberes do currículo funcional destinados á abrangência das dimensões cognitivas e os diversos saberes.

Este projeto contará com a participação da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) na capacitação dos alunos especiais, professores, e funcionários. Num primeiro momento a capacitação será restrita apenas a um pequeno grupo de multiplicadores. A capacitação mais abrangente terá uma possível ampliação a posteriori. A proposta de desenvolvimento de projetos envolve a visão multidisciplinar num primeiro passo no que se refere ao planejamento e execução participativa, envolvendo toda a unidade de ensino. Todos os registros foram feitos no formato digital e compartilhado com a gestão escolar e os familiares. O projeto Horta na Escola está relacionado à capacitação que a Embrapa oferecerá aos alunos especiais com o objetivo de prepará-los para as áreas do fazer pedagógico, e como um direcionamento para o interesse no mundo do trabalho, em se tratando de jovens estudantes na faixa etária de 21 e 22 anos. A proposta da EDUCAÇÃO PARA A VIDA é pertinente quando há um direcionamento que corresponde à área de produção humana, na qual se espera o aumento da motivação de cada indivíduo.

 

Coleta Seletiva do Lixo Resíduos Sólidos: Terra nosso quintal.

 

Os objetivos estão igualmente relacionados às intenções da Carta Terra além de atender plenamente à proposta pedagógica de saber fazer e ser visando o aprendizado sobre as questões de cidadania e as práticas de educação ambiental o contexto escolar e interdisciplinar na classe especial. A proposta se restringe a multidisciplinaridade no trato na inclusão em conjunto com as demais disciplinas, ainda sem um planejamento estruturado. A inclusão dos alunos TGD e autismo da Classe Especial no projeto 10 escolar denominado Feira de Ciências do CEF 07 deverá caminhar para tal finalidade. Deve-se ressaltar que a inclusão de um aluno autista está sendo feita conforme o ritmo do aluno nas áreas da Educação Física, Artes e Ciências Naturais. Os respectivos alunos da AEE incluídos em todos os eventos culturais do CEF 07.